terça-feira, 20 de julho de 2010

Para polemizar....

...estava vendo o fantástico esse domingo e o assunto de uma reportagem já havia chamado minha atenção há algumas semanas.... essa dita lei que iria proibir os pais de aplicarem castigos físicos, ou palmadas nos filhos...
Gente, fala sério.... esse é o tipo de coisa que o governo ou os deputados precisam se meter???? Acho que não!
Eu sinceramente não sei o que farei quando tiver filhos.... se vou usar do artificio da palmada ou não, é fácil pra mim falar agora que sim ou que não enquanto não tenho filhos.... mas acho que cada família sabe o que é melhor para seus filhos, ou pelo menos a maioria delas....
Fui criada em um ambiente de muito amor e respeito, onde a conversa predominou sempre.... mas ouvia minha mãe me dizer que as vezes eu "pedia" por uma tapa na bunda.... e acho que ela tinha razão! Eu fui danada heim.... acho que aprendi com os tapinhas assim como aprendi com castigos de privações e conversas.... Pra mim serviu. Se podia ter sido diferente???? Quem sabe?
Só sei que defendo totalmente o direito de escolha dos pais, afinal devem conhecer os filhos e saber o melhor corretivo para eles.... o que não podemos é permitir que filhos sem noção do certo ou errado sejam lançados ao mundo, ou mesmo que leis e governantes nos digam como devemos educar nossos filhos.
Isso é tão pessoal, varia de criação, de região, de metodologia, de crenças.... acho que uma criança tem é que ser respeitada em todos os sentidos.... mas uma palmada na hora certa não tira pedaço, pelo contrário! Se a criança sabe exatamente o motivo do "corretivo" acredito que ele vale a pena, mas bater por bater ou simplesmente por preguiça de conversar ou explicar acho que não leva a nada... E tem mais, palmadinha só na bunda e sem força extrema, só o suficiente pra passar a mensagem.... palmada na mão, rosto, braços já podem ser vistas por mim como uma forma de agressão.( ATENÇÃO - "... ser vistas por MIM como....)
Mas como eu já disse , quero mais é ouvir a opinião de todos e polemizar mesmo....
Porque quando eu tiver filhos..... só Deus sabe como vou agir!

6 comentários:

Breatheless Tales disse...

Oi, Fernanda, como vc disse, é um assunto tão polêmico. Uma das entrevistadas inclusive falou que a preocupação era com os casos de maus tratos e abusos morais tão frequentes em tantas famílias. A violência em nossa sociedade está tão enraizada que precisam ficar toda hora criando novas leis para punir situações como estas. Não tenho filhos, mas sou professora de educação infantil e vejo que é possível educar sem os tapinhas. Não é fácil, há confitos, mil problemas. O fato é que as crianças deveriam vir ao mundo cercadas de amor, pois quem ama se dedica, olha nos olhos e não tem preguiça de dizer não. O sim tem que ser sim e o não não. É preciso estabelecer limites e é nisto que vejo muitas famílias falharem. Eu levei os tais tapinhas no bumbum qdo era criança e sabe, lembro-me de ver meu pai triste e chorando após me dar a palmada chegou a pedir desculpas, minha mãe tbm deu alguma palmada, mas era outro tempo, eram outros saberes de que dispunham nossos pais e eles tinham limite. O que eu e provavelmente vc nunca sofremos foi a humilhação de ser espancada ou ridicularizada. Nossa, quase um post. Acho que vc será uma ótima mãe e preocupar-se com este assunto é um sinal. Super beijo!

Bia disse...

Eu sou contra os tapinhas. Mas como eu disse no meu blog: pode ser que a vida me faça mudar de idéia e que um dia eu dê uns no Theo.
Eu tbm já levei muitos, rs...

Sou defensora feroz do ECA, mas não me simpatizo por essa lei nova também não.
Acho que os tapinham NÃO devam ser dados, mas isso não quer dizer que você deva CRIMINALIZAR quem os dê.
É beeeem diferente.
É pior para a criança ter um pai/mãe respondendo por um ato criminoso do que o tapa em si.

As intervenções do Estado nas famílias tem limites, e essa lei abusa deles.
Bjos

Marília disse...

Eu sou a favor do tapa sim, porque as crianças de hoje estao vindo cada vez mais danadinhas e o dia em que eu precisar usar desse método para educar meu filho(a) irei fazê-lo porque também apanhei, decerto porque o diálogo nao adiantou hehehe.. Minha dentista tem razão.. tema polêmico esse hein.. beijao

Geisy Chapeletti disse...

Sou totalmente CONTRA essa nova lei... é claro que primeiro tem que haver a conversa, explicação, etc, mas tbm precisa ter a correção. Quem educa os filhos são os pais, eles é que decidem o que deve ser feito ou não dentro da própria casa (sem exageiros, óbvio!). E do jeito que as crianças estão terríveis hoje em dia, imagina se não houver mais umas palmadas? vão virar o mundo de cabeça pra baixo... ds ds ds!!

Sra. Mari disse...

ahh ... eu entendo que eles estao falando de violência e não um tapinha no bumbum !

Eu quando criança brigava muito com meu irmao, e levava muito tapa na bunda. Não sou violenta, nem uma má pessoa por causa disso. Acho que um tapinha de leve educativo nao mata ninguem nem deixa traumas piscicologicos.

Se bem que com meu sobrinho que ajudei a educar desde bebê, nos nunca precisamos dar tapinhas, somente conversamos e ele entendia. Espero que com meus filhos seja assim para que eu nao preciso nem dos tapinhas de leve.

Bjo

Juju disse...

Nunca apanhei. Nunca foi preciso. Mas concordo contigo que isso é o tipo de coisa que cabe aos pais. Claro que todos somos contrar castigos físicos, mas que tem umas crianças que uma palmadinha de leve colocaria um pouco de limite isso eu concordo...rs.
Beijocas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
....Mundinho (Incrível) de Fernanda.... Design by Exotic Mommie. Illustraion By DaPino